17.4.14

Maternidade de Júlio Dinis

2014_131



O edifício da maternidade foi concebido de origem numa propriedade que tinha pertencido a um britãnico. A sua inauguração ocorreu em 1939.

Frente à entrada principal existiu um agradável jardim actualmente ocupado por pavilhões de consulta. Ainda subsiste uma pérgola à volta de uma fonte que parece já existir na propriedade antes da construção da maternidade.

O projecto é da autoria do arquitecto Georges Épitaux (Lausanne 26/11/1873 - 17/4/1957). Este arquitecto também desenhou o antigo edifício da O.I.T. (inaugurado em 1926) conhecido também como Centro William Rappard actualmente ocupado pela O. M. C. (Organização Mundial do Comércio). Nele existe um azulejo realizado por Jorge Colaço (1928).

Os locais começaram a ser construidos em 1928 e a obra terminou em 1937. Problemas financeiros arrastaram a sua concretização e inauguração.

Dentro de semanas será inaugurado, em terreno anexo, o C M I N (Centro Materno-Infantil do Norte). 


3 comentários:

Deolinda Alves disse...

É desejável que na obra de requalificação seja mantida a traça original, muito vanguardista, para a arquitectura civil e hospitalar, muito na linha europeia do inico do séc.XX

Teo Dias disse...

Deolinda Alves,

Obrigado pelo seu comentário. Eu sou pouco conhecedor da arquitetura hospitalar do século XX, pois sou mais tratado como utente, ingelizmente.

Como cidadão, sou absolutamente contra a acumulação de infrastruturas hospitalares no centro da cidade pois nada é realizado para facilitar o acesso às mesmas e a população está em nítido retrocesso.

Sofia MP19 disse...

Gostava de saber das pessoas que nasceram no ano de 1957...