30.10.06

Rua MIGUEL BOMBARDA



Antiga rua do Príncipe em honra de D. João VI .

Já figurava na Planta Redonda de 1813. Em 1839 esta rua já estava praticamente toda rasgada, não chegando a Cedofeita, mas em termos de casas construídas era um quase deserto. No seu extremo poente para o Largo do Campo Pequeno só tinha uns casebres.

À esquina com a rua de Cedofeita ficava um estabelecimento de vinhos espumosos e a “Casa do Luto”, por cima a grande e célebre modista que formou as mais famosas do Porto, Madame Maria Nys Galloyx Marinho.


Só tem o actual nome desde 1910.De uns anos a esta parte é conhecida pela rua das galerias, por nela se encontrarem algumas das mais importantes galerias de arte da cidade.
sobre as galerias de Miguel Bombarda
Um restaurante: Guernica.


BOMBARDA, MIGUEL AUGUSTO (Rio de Janeiro 6/3/1851 - Lisboa 3/10/1910) - Médico, formado pela Escola Médico-Cirúrgica de Lisboa, psiquiatra. Director do hospital de Rilhafoles. Foi vitima de um atentado por um dos seus doentes. Foi um dos precursores do movimento republicano. Deputado (1908).
O seu funeral, em Lisboa, no dia 6 de Outubro de 1910 foi feito conjuntamente com o de Cândido dos Reis.

Curiosidades:

O Dr. Miguel Bombarda entusiasticamente recebido por uma multidão de portuenses em Agosto de 1909 na estação de S. Bento. Presidiu a um comício chamado (ou auto-intitulado? )anti-clerical com a assistência de milhares de pessoas; foram oradores Pádua Correia e Leonardo Coimbra.

Em 1969, Mário Viegas, o actor e o "diseur" habitava nesta rua.

1 comentário:

Denudado disse...

Apenas um pequeno apontamento lisboeta: o Hospital de Rilhafoles, de que Miguel Bombarda foi director e onde foi assassinado, tem agora o seu nome - Hospital Miguel Bombarda.