29.11.06

Praça D. João I

Praça onde se situa o Teatro Rivoli (inaugurado em 1932) e tendo face a face dois "enormes" prédios um dos quais foi chamado o Arranha-Céus quando da sua construção, o outro foi a sede do Banco Português do Atlântico de Cupertino de Miranda.


Esta praça foi completamente redesenhada em 2001, integrada no Porto - Capital da Cultura. A fonte desapareceu. Em 2006 esta fonte foi implantada na Praça do Marquês.

detalhe painel - setembro 2006

Abel Salazar

No Banco Millenium - antigo café Rialto existe um painel da autoria de Abel Salazar.



2005



janeiro 2005

RIVOLI Teatro Municipal.Os frisos de escultura são da autoria de Henrique Moreira. O projecto original de Júlio de Brito data de 1929. A remodelação do Teatro, da autoria de Pedro Ramalho foi concluída em 1997. 



2005




ARRANHA-CÉUS - MAURÍCIO CARVALHO DE MACEDO, natural da freguesia de Telões, Amarante, nascido a 3 de Abril de 1896, mandou construi-lo. O prédio mais alto de Portugal em Maio de 1945. Traça de Rogério de Azevedo e de Baltasar de Castro.



painel de azulejos do "Palácio Atlântico" da autoria de Jorge Barradas


2006

O "Palácio Atlântico" (1951) deve-se à traça de ARS (arquitectos Fortunato Cabral, Cunha Leão e Morais Soares)



Acabo de encontrar este postal que mostra como era anteriormente a praça e o prédio do Banco Português do Atlântico. Nele existiam vários consultórios médicos assim como escritórios de empresas, como podemos observar: Gazcidla, Sacor e Companhia de Seguros Ourique. O consulado de França no Porto estava localizado no último andar, onde se nota um mastro de bandeira. Neste mesmo edifício também chegou a existir a escola de dactilografia Maratona.(actualização de Junho de 2011)

Se desejar ler e rever fotos do Rivoli pode consultar o blogue Restos de Colecção que em Novembro de 2013 divulga um interessante artigo.

3 comentários:

Nuno disse...

Esperemos que essa calçada também não desapareça e torne as ruas do Porto cinzentas!

Nia Carvalho de Macedo disse...

Mauricio Carvalho de Macedo e o meu avo...

Foforito disse...

Obrigada, nunca he estado en portugal, pero sueño con visitar porto un dia, tengo buenas razones y entre ellas esta la nostalgia que parece emanar de esas calles, gracias por que tu blog me anima mas a conseguir mi sueño.

Gracias por compartir :)